segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Coritiba 1 x 1 Fluminense. Time de fibra e de bola!

Marquinho, o herói da vez.    (foto: Terra.com.br)


O campeonato chegou ao fim e com dedicação impar o objetivo foi conseguido.
.
Não que um clube da estirpe do Fluminense deva se contentar apenas com o fato de não ser rebaixado. A saga do Fluzão exige vôos bem mais altos, como a disputa e a conquista de títulos.
.
Considerando, entretanto, a situação em que o clube se encontrava após vinte e duas rodadas, quase que unanimemente taxado como rebaixado, a recuperação tem que ser comemorada quase como se fosse um título.
.
O caminho foi árduo, duas competições disputadas simultaneamente e com um elenco reduzido devido a contusões e também ao afastamento dos atletas que não vinham rendendo o que deles seria lícito esperar.
.
Nesse aspecto, deve ser louvada a atitude do Cuca que, deixando de lado aquela pecha de "bebê chorão", incorporada quando de sua passagem pelo Botafogo, teve coragem suficiente para promover as mudanças há muito solicitadas insistentemente pela torcida, cansada de ver jogadores se arrastando em campo, perdendo bolas incríveis para os adversários que quase sempre se transformavam em gols e derrotas, algumas acachapantes.
.
À medida que o time ia perdendo ou empatando com adversários que nada tinham de especial, Cuca foi se conscientizando que alterações drásticas teriam que ser feitas. Aos poucos foi introduzindo outros jogadores, muitos deles revelados em Xerém. Assim foram entrando aos poucos Diogo, Alan, João Paulo, Dieguinho, Tartá, Digão, Fábio Neves, Maicon , Dalton e Gonzáles, até o afastamento total dos experientes que não mais funcionavam. A metamorfose na equipe foi de tal monta que Mariano, Diguinho, Marquinho e Maurício também passaram a demonstrar acentuadas melhoras.
.
Inegável que fundamental para o sucesso foi o retorno do Fred, inegavelmente um dos melhores atacantes da atualidade, não só do Brasil, mas como a nível internacional, embora não desfrute do apoio da mídia cretina, que ainda prefere insistir no endeusamento de Ronaldo, Pato, Gaúcho e outros dotados de fortes patrocínios.
.
À medida que a nova equipe começava a ter sucesso, a torcida passou a acreditar e a jogar junto, criando aquele comprometimento mágico que encanta a todos.
.
A partir do jogo contra o Goiás, a transformação se completou e aquele time desgastado com a série infindável de derrotas e empates finalmente engrenou e passou a jogar um futebol bonito e eficiente. O sucesso agora seria uma questão de tempo.
.
O caminho para a salvação não foi nada fácil. A impossibilidade de perder tornava cada jogo uma dura batalha. E foram onze batalhas, entremeadas com as da Sul-Americana, perdida por detalhes face a contingências já comentadas em postagem anterior.
.
A segunda divisão estava logo ali. Mais um rebaixamento, mais um ano de sofrimento. Seria um castigo cruel para a Melhor, Mais Bonita e Mais Educada Torcida do Brasil.
.
Os atletas tricolores, ignorando a previsão dos "entendidos" conseguiram virar o jogo. O Fluzão do final do returno jogou um futebol refinado. Foram sete vitórias e quatro empates, obtidos de modo insofismável. Os adversários iam tombando um a um, independentemente de local e mais uma vez a magia tricolor fazia renascer o Fluzão das épocas áureas.
.
Discordo da maioria que diz que o Fluminense ganhou apenas na base da raça. Raça houve sim, até invejada pelos outros, mas houve também futebol e muito bem jogado. Cada jogo foi uma aula de categoria. Nos oito últimos jogos, seis vitórias seguidas e dois empates, que transformaram o Fluminense no atual time da moda.
.
O jogo final com o Coritiba foi nervoso e emocionante. Poderia ter sido menos sofrido se o bandeira estivesse melhor colocado para ver que a bola do Fred ultrapassou completamente a linha de gol, mas ao final o que interessa é que a permanência na elite foi conseguida.
.
Agora é comemorar por alguns dias e começar a planejar 2010. Espero que a diretoria não repita os erros do passado, começando por tentar a permanência do Cuca, que já conhece o elenco e por isso mesmo saberá reforçá-lo nas posições ainda carentes e principalmente poderá definir melhor os jogadores que não mais deverão permanecer no elenco.
.
Se assim proceder, não tenho dúvidas que em 2010 voltaremos a ganhar títulos de expressão, já no primeiro semestre.
.
.
E DÁ-LHE FLUZÃO!
.
------------------------------------------------------------------------------------------
.
O mural estampado pela Unimed enfatiza:

"OS MATEMÁTICOS DIZIAM QUE AS CHANCES DO FLUMINENSE SER REBAIXADO ERAM DE 98%. MAS MATEMÁTICOS NÃO CALCULAM PAIXÃO".
.
Ao que complemento:

NÃO CALCULAM PAIXÃO E NEM ENTENDEM NADA DE FLUMINENSE. AINDA BEM!
.
Nova Musa Tricolor.
.
Mais uma prova de quem é bom já nasce feito.
.

9 comentários:

Jeferson / _Vascao_ disse...

Como diria o metido a matemático Jeferson do Blog do Vascão 98% não são 100% então ainda havia esperança, parabéns tricoletes pela permanência.

Abraço
Jeferson

Helio R.L. disse...

Para com a gozação, Jeferson.

Vem aí o esatdual e a Copa do Brasil, que esse ano não vai ter pra ninguém, nem pra mulambada.

Saudações Tricolores.

Brasil Empreende disse...

Ola, estou passando para convidar a conferir a postagem de hoje: Congratulações honrosas II (uma homenagem ao Fluminense nesta temporada).
Sua visita será um grande prazer para nós.
Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
Atenciosamente,
Sebastião Santos.

Profeta Tricolor! disse...

Sem querer tirar onda com meu tom mediúnico, mas fiz mais duas profecias que se concretizaram. Total de 4 recentes.

Vide post anterior:

"Não que seja fácil, vai ser um empate dificílimo, que pode custar a permanência do Coritiba, já que aposto no Botafogo contra o inconstante e desequilibrado Palmeiras."

Rapaz, acertei os 2 resultados! Vou investir na carreira de mãe Diná.

Tricolor! disse...

Mas falando sério, que sufoco!
Chega a ser cruel ficar mais de 40 minutos assistindo ao jogo sabendo que se tomasse mais um gol cairia.

Passado o susto e fazendo o retrospecto, passou-me pela cabeça a seguinte hipótese: será que essa enorme renovação que o elenco sofreu já não era um planejamento para a série B 2010?

Explico: afastaram vários jogadores mais caros que não renderam bem e rechearam o time de jogadores da base e outros jovens mais baratos.

Será que já não era uma espécie de triagem para ver quem permaneceria e uma adaptação para os limites orçamentários da segundona?

Fica a dúvida.

Profeta Tricolor! disse...

ERRATA: não foi o elenco que sofreu renovação, mas o TIME TITULAR e o banco.

Marcio Cardoso disse...

Caro Hélio,

acompanhei aqui nos EUA o jogo pelo "lance a lance" do globo.com porque o canal GolTV estava passando o jogo do Flamengo. Pior do que escutar pelo rádio porque a cada momento que a tela se atualizava não dava para saber o que ia aparecer. Quando o Botafogo fez 2x0 aí a pressão foi total porque sabia-se que o Curitiba ia partir para cima com força total. Que sofrimento!

Mas no final a sorte sorriu para este time de guerreiros, como a torcida canta, que termina a temporada com a cabeça tão erguida quanto o de qualquer outro time. Bom ano para o futebol carioca, com o retorno do Vasco à Série A com méritos, o título do Flamengo e a demonstração de raça do Flu e ainda por cima com pratas da casa. Esta grande recuperação fez a torcida voltar a ter orgulho de ser tricolor. Agora tem que ganhar um título!

O Flu tem que manter esta pegada e priorizar a Copa do Brasil no primeiro semestre. Vamos lá Fluzão em 2010!

Helio R.L. disse...

Tricolor,

Como profeta vc está de parabéns, acertou mesmo.

O Blog também acertou na previsão. A matéria postada em 02/09/2009, logo após a chegada do Cuca, contra todas as previsões da mídia cretina, apresentava uma tabela com os pontos possíveis, que totalizavam 31. Ao final do campeonato, o Fluzão obteve 30 dos previstos. Perdeu 6 pontos bobos em casa (Náutico, Corinthians, Internacional) que conseguiu recuperar fora (Goiás, Cruzeiro e Coritiba).

A receita era óbvia, todos os tricolores conscientes já sabiam: afastar a mulambada, principalmente aqueles volantes do horror. Como previa, sobrou o Diguinho e mesmo assim deu para salvar.

Quanto à hipótese de preparo da equipe para a Série B, não concordo que tenha sido esse o objetivo. A meu ver, Cuca sacou que com aquelas malas ele iria fracassar de novo e seria o quarto fracasso seguido, Santos, Flamengo, Fluminense e outra vez Fluminense. No desepero sacou o as malas e pos sangue novo. espero que ele continue porque só assim "os afastados" não terão chances de voltar.

Saudações Tricolores.

Helio R.L. disse...

Caro Marcio,

Foi no sufoco, principalmente porque era uma briga direta, além dos desfalques.

Quanto a esse negócio de priorizar competição,o Fluminense provou que isso é balela de técnico medroso. A Sul-Americana só foi perdida por uma noite ruim em Quito, principalmente do Rafael, que falhou em dois ou três dos cinco gols e pela besteira do Fred no jogo de volta.

Acho que dá para disputar o estadual e a Copa do Brasil com chances reais de sucesso.

Para isso, o time tem que ser reforçado com pelo menos um lateral,um zagueiro,um primeiro volante e um atacante de nível, porque ficou mais do que provado que sem o Fred o ataque não funciona.

Acho ainda que depois da pré-temporada o Urrutia ganha a vaga de titular.

Saudações Tricolores.