segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Cruzeiro 2 x 3 Fluminense. O Fluzão está de volta!

.


.
Estava meio que perdido em São Paulo sem ter como ver o jogo do Fluminense contra o Cruzeiro. Tinha o pressentimento de que o Flu iria vencer reeditando aquelas jornadas históricas contra o adversário que até pouco tempo era freguês de caderno.
.
Esperar que as emissoras paulistas transmitissem jogo de algum clube carioca seria sonhar com o impossível. Foi quando me lembrei da existência do SAMPAFLU, um grupo de torcedores do Fluminense que se reúne no clube de Squash do Monteiro, conhecido também como SSB - Sampaflu Sport Bar, para assistir aos jogos do legítimo Tricolor.
,
O Sampaflu está localizado à rua Dra. Neide Aparecida, número 442, no bairro Vila Clementino, próximo ao Parque Ibirapuera, tel: 5579-0571 e você, torcedor do Fluminense de qualquer região do Brasil, quando estiver em São Paulo poderá acompanhar os jogos do Fluzão num verdadeiro point tricolor, frequentado por gente finíssima, amante da paz, verdadeiros amigos. Pode ir sem susto que será bem recebido.
.
Hoje a frequência não foi tão grande. A lanterna durante tantas rodadas acabou por afugentar muitos dos aficionados. Em épocas gloriosas, como nos jogos da Libertadores, por exemplo, cerca de quinhentos tricolores se reuniram no local.
.
Saiba mais sobre o SAMPAFLU, acessando o site: http://www.sampaflu.com.br/
-------------------------------------------------------------------------
.
O JOGO
.
1. Gum comemora seu gol com Tartá. 2. Fred completa passe açucarado de Maicon 3. Fred e Maicon comemoram o gol da vitória
...................... (créditos das fotos_ 1 e 2: lancenet.com.br ; 3: terra.com.br)
.
Com o Mineirão lotado, o jogo começou equilibrado. Logo aos três minutos, Guerrón chutou cruzado da linha de fundo e Fernando Henrique espalmou.
.
O Fluminense poderia ter aberto a contagem logo aos oito minutos, quando Maicon, após driblar Fábio, tropeçou sozinho e perdeu a chance com o gol escancarado. O lance grotesco serviu para esmorecer o ímpeto tricolor e acordar o Cruzeiro, que passou a atacar mais.
.
Até que aos treze, Gilberto rolou na ponta direita para Jonathan chutar entre a trave e FH e marcar o primeiro dos mineiros.
.
Àquela altura, o lado esquerdo da defesa tricolor era uma verdadeira avenida, com Dieguinho sobrecarregado pelas avançadas de Jonathan, sem que ninguém fizesse a cobertura.
.
O Fluminense ainda tentou reagir. González serviu a Maicon na esquerda, que dominou e chutou rasteiro no canto para boa defesa de Fábio.
.
Depois desse lance praticamente só deu Cruzeiro. No meio campo tricolor apenas Conca se salvava. Equi parecia estar sentindo o desgaste do jogo anterior, travado, a ponto de errar um passe fácil, que propiciou a jogada do segundo gol dos mineiros, além dos volantes inócuos como sempre.
.
Aos vinte e cinco, um penalti mal marcado pelo árbitro foi desperdiçado por Wellington Paulista. O atacante redimiu-se logo depois quando, ao receber um lançamento de Guerrón, livrou-se de Gum e assinalou o segundo do Cruzeiro.
.
A pressão cruzeirense continuou e o terceiro gol só não saiu talvez por intervenção do Sobrenatural de Almeida em duas oportunidades: um chute Fabrício na trave e outro de Wellington para fora quando estava frente a frente com Fernando Henrique.
.
A essa altura, a defesa tricolor batia cabeça, o meio campo não se encontrava e a bola praticamente não chegava ao ataque. Diguinho se arrastava em campo, demonstrando estar nitidamente fora de condições físicas. O desespero tomou conta dos tricolores, que esperavam angustiados o final da etapa.
.
Após o intervalo, Cuca fez duas alterações. Substituiu González por Tartá e finalmente sacou Diguinho, colocando Digão em seu lugar. As substituições deram resultado e o panorama da partida mudou completamente.
.
Cabe aqui ressaltar o regozijo da torcida pela reintegração do Tartá, pondo fim a um boicote engendrado desde os tempos de Parreira. Bola dentro para o Cuca.
.
A saída de Diguinho foi apenas a correção de um erro que vinha sendo cometido seguidamente pelo treinador, insistindo com a sua manutenção na equipe apesar de seus erros constantes. Melhor mesmo será dar um tempo a ele para que se recupere totalmente da grave moléstia que o acometeu.
.
Bem melhor em campo, o Fluminense empreendeu uma reação espetacular, marcando com Gum aos nove minutos e empatando com Fred quatro minutos depois.
.
O Cruzeiro tentou reagir, mas suas tentativas pararam nas defesas de Fernando Henrique, até que Maicon redimiu-se do lance bisonho da primeira etapa. Recebendo lançamento na direita, quase sem ângulo, passou pelo seu marcador e deu de bandeja para Fred fazer o gol da vitória aos vinte e cinco minutos.
.
No decorrer do jogo, Cuca substituiu Dieguinho por Urrutia, que mesmo ainda fora das condições ideais não comprometeu.
.
Vitória maiúscula do Fluzão, que demonstrou mais uma vez que com a escalação correta e com Fred recuperando a forma não fica nada a dever à maioria dos times que disputam o campeonato .
.
É de se esperar que o Cuca tenha se convencido que no momento atual o melhor será manter o Diguinho no banco, pois uma vez mais ficou provado que com sua saída o rendimento da equipe melhora bastante.
.
DOMINGO, VAMOS LOTAR O MARACANÃ PARA ASSAR O PORCO.
.
E DÁ-LHE FLUZÃO!
.

8 comentários:

Blog do Vascão disse...

É isso ai, muita fé brother, ainda da tempo é só acreditar.

Abraço
Jeferson

Marcio Cardoso disse...

Alô Hélio,

legal a torcida junto com a SampaFlu. As duas vitórias sobre os bons times mineiros foram bonitas, principalmente a grande virada contra o Cruzeiro. Mas a matemática está difícl - a vitória do Botafogo contra o Inter faz tudo ficar muito mais complicado. Vejamos: se ganharmos de Atlético=PR, Vitória e Coritiba, empatarmos com o Sport e perdermos do Palmeiras (uma boa performance em 5 jogos), chegamos a 43 pontos. O Botafogo já está com 38 pontos então só precisa de 1 vitória e 2 empates para chegar lá. Duas vitórias do Botafogo e então fica quase impossível,a não ser dê branco no Atlético-PR e eles não consigam 4 pontos em 5 jogos. Isto contando que Náutico e Santo André não vão fazer menos de 2 pontos que o Flu (isto é provável). Moral da história: cada jogo é realmente uma decisão e se ganhar do Palmeiras acho que nossas chances aumentam uns 50%, até pelo psicológico. E qual é a média de gols do Fred por partida? 2 gols? A gente vai manter ele para o ano que vem?

_Vascao_ disse...

Pasando para te avisar que falei do seu Blog na última postagem do meu Blog e também coloquei seu link por lá.

Aguardo seu comentário.
Abraço
Jeferson
Blog do Vascão

Helio R.L. disse...

Caro Marcio,

Não precisamos nos preocuár com os adversários, principalmente o Botafogo, pois entre seus adversários estão exatamente Atlético-PR e Coritiba. Se o Botafogo vencer os dois nossa distância para eles também diminui. O Fluzão tem que fazer a sua parte. Vencer o palmeiras é tarefa difícil, mas não impossível. Recentem,ente o Santo André venceu com facilidade. O problema é a insistência do Cuca com o Diguinho. Acho que dá para o Flu vencer no domingo. Vamos esperar.
Quanto ao Fred, o seu contrato é de 5 anos.Ele j´pa declarou várias vezes que pretende continuar, até na seguindona, mas aí o clube teria que se estruturar melhor e formar um time forte.(?).
O Conca ta,bém disse que vai honrar o contrato que vai até 2011. Se é verdade, o tempo dirá.

Saudações Tricolores.

Helio R.L. disse...

Caro Jeferson,

Ainda não consegui acessar o seu blog. Sempre que acesso caio num blog desatualizado, cujas notícias de primeira página ainda tem o Conca como vascaino. Informe o link correto.

Abraços.

Arcanjo disse...

Olá

Podemos fazer uma troca de links?

Já tenho este blog no meu site.



O Link é o seguinte:

http://www.foot-blogs.com/fluminense.asp



Este site pretende fazer uma lista sobre os melhores blogs sobre o Fluminense...

A Pontuação de cada blog é a soma do tráfego (numero de visitas), do nosso site para este blog... e deste blog para o nosso site.

Abraço

carolina disse...

que legal vc ter visto o jogo aí.
pena que vc não conhecia quando vc estava aí direto, mas antes tarde do que nunca.
bjos

RUBENS VIEIRA BARBOSA disse...

NELSON RODRIGUES, não era um feliz proprietário de bola de cristal; não poderia antever que o Tricolor do Morumbi, faria sucumbir as proezas do clube de três cores, que içado no tapetão, foi da 3a. para a 2a. Divisão!
Um, Tricampeão Mundial; outro foi a largos passos ao ostracismo!